Vulnerabilidade grave em processadores Intel



É amigo, as coisas não estão fáceis para a Intel, depois de ser encontrado e corrigida uma vulnerabilidade grave em um serviço nativo dos processadores Intel, o Intel Managemente Engine, os engenheiros da Intel acharam que tudo já estaria seguro e estável, pior que não.

O ano mal começou e pesquisadores de segurança (hackers), encontraram uma falha ainda mais grave em processadores Intel, o pior é que essa vulnerabilidade esta presente em processadores Intel de 10 anos atrás em diante, Pentium, i3, i5, i6, i9, ou seja, a quantidade de computadores vulneráveis é muito, mas muito grande mesmo, tendo em vista que a Intel domina o mercado de processadores para desktop e servidores.

A falha de segurança esta a nível de projeto dos processadores Intel das arquiteturas x86-64 (32 e 64bits), e permite com que programas maliciosos tenham acesso a memória dedicada ao Kernel do sistema operacional, que é utilizada para armazenar informações sensíveis, dos componentes centrais e essenciais do  sistema operacional, como por exemplo usuários e senhas do sistema. Para você ter uma noção da gravidade da falha de segurança, o Kernel de um sistema operacional é realmente o núcleo do sistema, ou seja, ele tem controle absoluto e sem restrições ao hardware do computador (memória, processador, HD, Chipset, BIOS, etc), permitir que um malware tenha acesso aos dados de memória restritos do kernel não é uma boa ideia.

A vulnerabilidade pode ser explorada através de um malware instalado no sistema, ou até mesmo através de um Java Script malicioso em um site web, e pela brecha de segurança estar no processador, todos os sistemas operacionais estão comprometidos.

Os responsáveis pelos principais sistemas operacionais (Windows, Linux e MAC OS), se comprometeram em lançar uma atualização de segurança para os seus sistemas ainda nesse final de semana, o que confirma a gravidade da brecha de segurança.

Como a correção será feita a nível de software e não hardware, a solução de segurança pode comprometer entre 5% a 30% o desempenho do sistema operacional, isso ocorrerá porque o kernel utilizará uma parte da memória completamente separada (Kernel Page Table Isolation), com isso, o processador irá limpar o cache e recarregar as informações da memória, o que irá aumentar a carga do kernel, causando um acréscimo de tempo para as rotinas de sistema-kernel, diminuindo assim o desempenho do sistema em processadores Intel, resumindo, o seu computador ou dispositivo com processador Intel rodará mais lento. Para nós usuários de computadores Desktop 5% a 30% pode não ser perceptível, mas imagine servidores com uma enorme demanda de processamento.

Os detalhes da falha de segurança e métodos de exploração estão sendo mantidos em segredo, mas com certeza, logo logo aparecerá informações mais detalhadas.

Pois é, agora os usuários de processadores AMD tem um bom argumento, para dizer o porque preferiu AMD ao invés de Intel :D.

Gostou dessa matéria? Então comente e compartilhe ;-)!!!

Nenhum Comentário para “Vulnerabilidade grave em processadores Intel”

Deixe seu Comentário

Comentários Recentes

  • Dani: As mensagens apareceram na hora, mesmo a pá...
  • Paulo Tacio: Sim, o procedimento deve ser o mesmo....
  • Daniel: Da para abrir portas em um roteador usb?...
  • aje: nao existe uma ferramenta do tipo mantra pa...
  • Daniel: Olá amigo boa noite, cada vez que tento mud...

Galeria de Imagens

Ver mais imagens