Site do governo de SP minerava moeda escondido



As criptomoedas é uma tendência ascendente nos dias de hoje, sendo até indicado por muitos como o futuro da economia global. No inicio existiam poucas moedas digitais, dentre elas a mais conhecida o bitcoin, atualmente existem várias e várias criptomoedas, algumas mantidas até mesmo por empresas conhecidas como a Microsoft. A vantagem das criptomoedas é que elas não podem ser rastreadas e não necessitam de agências bancárias físicas para a compra e venda da moeda. Essas moedas digitais são completamente criptografadas, o que demanda uma grande quantidade de processamento para criptografar e descriptografar a moeda em cada transação, a demanda de processamento é tão grande, que até mesmo nós, podemos “fornecer” nosso computador para esse procedimento, dai surgiu o termo “minerar“.

Quanto maior o poder de processamento do computador, maior a eficiência do mesmo para a mineração (criptografia), logo mais dados criptografados ele receberá, logo mais mineração ele fará, logo mais moedas digitais ele receberá por isso. Hoje em dia existem Rigs e Asics de mineração, que são computadores com várias placas de vídeo montados próprios para a mineração de criptomoedas, mas nada impede que computadores domésticos comuns minerem criptomoedas.

Uma técnicas que vem sendo muito utilizada é a utilização de sites para mineração, onde é colocado um script no código fonte do site, que faz com que o visitante do site minere criptomoedas para o dono do site, essa técnica é conhecida como Webminer, e tende a crescer cada vez mais.

O site Cidadão.sp.gov.br mantido pelo governo do estado de São Paulo vinha causando uma lentidão no computador de quem o acessava, isso despertou a curiosidade de alguns pesquisadores que vasculharam o código fonte, adivinha o que eles encontraram, exato, encontraram um coinhive que é utilizado para webminer, ou seja, o site Cidadão.gov estava usando o computador dos visitantes para minerar a moeda digital Monero.

Segundo assessoria do governo do estado de São Paulo, o governo não estava ciente de nenhuma ação de webminer, disseram ainda que uma falha de segurança no site permitiu que um invasor implementasse o coinhive. A assessoria informou ainda que o coinhive já foi retirado do site e que a falha de segurança já foi corrigida.

Vale lembrar que webminer não é ilegal, mas cabe o bom senso do dono do site informar aos visitantes que o site utilizará o PC do mesmo para a mineração de criptomoedas. No caso do Cidadão.gov é óbvio que por se tratar de um site mantido por um órgão público, é de se esperar que ele preste contas do que esta sendo feito no site.

Gostou dessa matéria? Então Comente e compartilhe!

Nenhum Comentário para “Site do governo de SP minerava moeda escondido”

Deixe seu Comentário

Comentários Recentes

Galeria de Imagens

Ver mais imagens