O FBI consegue hackear iPhones!



A um bom tempo um assunto sempre volta a ser pautado, estamos falando do bloqueio dos smartphones atuais, esse recurso vem nativo em smartphones Android, iOS e Windows Mobile e tem como finalidade evitar que pessoas não autorizadas consigam ter acesso ao conteúdo do aparelho, para isso existem bloqueios por padrão de arrasto, senha, digital e agora reconhecimento facial e de íris, isso é ótimo para nós usuários, pois garante nossa privacidade, mas pense pelo lado investigativo, e se investigadores da policia precisassem desbloquear um aparelho para solucionar um caso, como seria possível?

Exatamente para garantir uma segurança total do aparelho, as empresas que desenvolvem os sistemas operacionais dos smartphones, conseguiram chegar a um algoritmo quase que inviolável, sendo assim, se um aparelho esta bloqueado, apenas a formatação do mesmo poderia recuperar o aparelho, porém todo o conteúdo seria apagado, o que não é interessante para uma investigação.

Não é de hoje que o FBI, policia federal dos EUA, vem pedindo para que a Apple implemente um backdoor em seus sistemas, para que seja possível burlar o bloqueio do aparelho, porém a Apple obviamente não atendeu esse pedido, afinal seria questão de tempo para o backdoor vazar e termos vários tutoriais e vídeo aulas na Internet de como quebrar a senha de um iPhone. Mas se você acha que o FBI simplesmente aceitou o fato de não poder quebrar a senha dos dispositivos da Apple, você esta enganado.

Ao que tudo indica, toda essa discussão entre Apple e FBI, na verdade seria falsa, pois o FBI já tem meios de desbloquear qualquer modelo de iPhone. A um tempo atrás foi noticiado que o FBI contava com a ajuda de uma empresa Israelita chamada Cellebrite, essa empresa garante a quebra do bloqueio de aparelhos com versões do iOS até 11.2.6, inclusive foi a própria Cellebrite que ajudou o FBI a desbloquear o iPhone do terrorista americano Syed Rizwan Farook.

Além da Cellbrite, recentemente surgiu um aparelho chamado GrayKey da empresa americana Grayshift, esse aparelho vem sendo bem cogitado por empresas forenses e provavelmente o FBI já possui aparelho desse. O GrayKey consegue quebrar a criptografia e bloqueio de qualquer versão do iPhone, para isso ele utiliza uma falha no chip de criptografia do aparelho, que permite com que várias senhas ou combinações sejam testadas sem ter que esperar um determinado tempo, com isso é possível fazer um ataque maciço de força bruta. Existem duas versões do GrayKey, a primeira custa US$ 15 mil (R$ 45 mil) e limita a quebra de até 300 aparelhos, além disso essa versão deve ter uma conexão constante com a Internet, já a segunda versão custa US$ 30 mil (R$ 90 mil) e não possui nenhuma limitação, além de não ser necessário conectá-la a Internet, o modelo abaixo consegue desbloquear até dois iPhones ao mesmo tempo.

Gostou dessa matéria? Então comente e compartilhe ;-)!!!

Nenhum Comentário para “O FBI consegue hackear iPhones!”

Deixe seu Comentário

Comentários Recentes

  • Paulo Tacio: Olá! Sim, você pode adquirir cada módulo e...
  • Mário Atuba: A OI é cúmplice disso. Quando reclamei por ...
  • Thiago Coelho: Infelizmente já se passaram 3 meses e não t...
  • Ricardo: Gostaria de saber se posso comprar o 1° dep...
  • Paulo Tacio: Sim, o curso esta atualizado e funcional pe...

Galeria de Imagens

Ver mais imagens