Jornalista vaza 11 mil mensagens do WikiLeaks



Caso você ainda não conheça o site WikiLeaks, esse é o site de vazamento de documentos secretos mais conhecido do mundo, o WikiLeaks é o responsável por vazar vídeos, documentos, fotos e diversos outros arquivos digitais de governos, empresas e instituições, um exemplo é o vazamento de um vídeo de uma operação militar dos Estados Unidos no Iraque, em que os soldados americanos acabaram atirando de um veículo aéreo em civis em solo, o ataque acabou matando jornalistas da Reuters e na ocasião, o governo norte americano tentou esconder o caso. Não só o governo americano é alvo de vazamento de arquivos pelo WikiLeaks, mas governos de todo mundo, inclusive o governo Brasileiro. Óbvio que todo esse vazamento de informações não é bem visto pelos governantes, o que fez com que o dono do WikiLeaks Julian Assange fosse condenado a prisão, porém o mesmo fugiu e atualmente esta sob abrigo e proteção Equatoriano.

Durante essa semana, o site que é costumado vazar arquivos viu o jogo virar, uma jornalista ativista chamada Emma Best, vazou na Internet cerca de 11 mil mensagens privadas do WikiLeaks. As mensagens foram trocadas entre 2015 e 2017 pela organização do WikiLeaks e 10 apoiadores do site.

De acordo com a jornalista, as mensagens são de um chat privado no Twitter de um grupo chamado WikiLeaks +10, nas mensagens trocadas é possível ver preferências políticas do grupo hackativista, segundo a jornalista, no caso do governo americano, a preferência seria para os Republicanos, inclusive nas mensagens trocadas o Wikileaks chama a candidata a presidência Hillary Clinton do partido democrata de “bem conectada e um sociopata sádica“, lembrando que durante as eleições o WikiLeaks foi o principal site que vazou informações confidenciais do partido democrata, o que pode apontar uma tentativa de manipulação da população para o lado republicano.

Outro ponto ressaltado pela jornalista é que muitas das conversas possuem tons ofensivos com sexismo, homofobia, transfobia, racismo, antissemitismo e outras linguagens censuráveis, inclusive, acredita-se que algumas dessas mensagens tenham sido enviadas pelo próprio fundador do WikiLeaks o Julian Assange. Veja abaixo parte das mensagens vazadas:

Todas as mensagens podem ser lidas a partir do site da jornalista Emma Best.

Gostou dessa notícia? Então comente e compartilhe ;-)!!!

Nenhum Comentário para “Jornalista vaza 11 mil mensagens do WikiLeaks”

Deixe seu Comentário

Comentários Recentes

  • Elissandra: Alguem pode me ajudar. Ontem a amiga do meu...
  • Leandro: Ola parabéns, Estou com vcs nessa luta m...
  • patrick: gostaria de saber como faço para descobrir ...
  • Vera Vieira: Podia ter para o j8...
  • Paulo Tacio: Como o malware que esta no cabo explora fal...

Galeria de Imagens

Ver mais imagens