Curso de Hacker Mundo Dos Hackers

Equador sofreu 40 milhões de ataques cibernéticos



Na segunda-feira 15/04, milhares de redes bootnets hackers e crackers viraram suas miras digitais para o Equador, que acabou sofrendo mais de 40 milhões de ciberataques, essa informação foi confirmada pelo Ministro de Informação e Tecnologia de Comunicações do Equador Patricio Real. Esses ataque partiram de países como Estados Unidos, França, Áustria, Romênia, Alemanha, Holanda, Reino Unido e até do Brasil, com o objetivo de protestar contra a decisão tomada pelo presidente do Equador Lenin Moreno, de entregar Julian Assange, fundador do WikiLeaks as autoridades britânicas.

Para quem não conhece o WikiLeaks, é hoje um dos maiores sites que divulgam documentos confidenciais que podem ser desde segredos de guerra, espionagem, segredos políticos, corrupção e vários outros, posso citar aqui dois exemplos de vazamento no WikiLeaks que tiveram uma repercussão global, a primeira é de um vídeo em que um helicóptero das forças armadas dos Estados Unidos abriu fogo contra civis e até jornalistas achando se tratar de soldados inimigos, o segundo é o da espionagem mundial que a NSA (Agencia de Segurança Nacional dos Estados Unidos) fazia (ou faz) com a desculpa de prevenção a ataques terroristas, no caso desse vazamento ele foi realizado por Edward Snowden ex-agente da CIA e atualmente sob proteção diplomática da Rússia, esses são só dois exemplos, existem vários outros, afinal o WikiLeaks acabou se tornando um dos portais preferidos para hackers, agentes especiais, militares, espiões e jornalistas que de alguma forma acabam obtendo acesso privilegiado a informações confidenciais que de alguma forma prejudicam diretamente ou indiretamente seus civis ou a população mundial como um todo, o WikiLeaks não é o único site desse tipo, o que chama a atenção nele é que essas informações são liberadas a todos na Internet comum, ou seja, não é preciso acessar a Deep Web ou Dark Web para conseguir encontrar essas informações secretas vazadas.

Sabendo disso tudo, você já deve imaginar que os governantes e forças armadas não devem gostar muito do WikiLeaks e muito menos do seu mantenedor Julian Assange :D. Hoje diversos países possuem mandado de prisão para o Julian Assange, dentre eles o Reino Unido, país em que Assange esta atualmente, porém a 7 anos Assange teve um pedido de proteção diplomática atendido pelo Equador, que o manteve abrigado e protegido desde 2012 até segunda-feira passada na embaixada do Equador no Reino Unido, até que na semana passada o presidente do Equador retirou a proteção diplomática e permitiu que Assange fosse preso pela polícia britânica.

Assim que a decisão foi tomada, o Equador começou a sofrer os ataques cibernéticos, a maioria deles são do tipo DDoS, onde o principal objetivo é sobrecarregar um servidor com inúmeras requisições de acesso, de tal forma que o mesmo não consiga responder as requisições verdadeiras vindas de clientes legítimos, nesse caso não há invasão ou vazamento de dados, apenas transtorno e prejuízo pelo serviço que o servidor oferece ficar indisponível por algumas horas ou até dias. Até o momento não foi relatado nenhum ataque bem sucedido que tenha conseguido apagar ou roubar informações e dados de servidores do governo equatoriano.

Eae o que você achou da decisão do Equador em entregar Assange? Deixe seu comentário abaixo ;-)!!!

Nenhum Comentário para “Equador sofreu 40 milhões de ataques cibernéticos”

Deixe seu Comentário

Comentários Recentes

  • Hynt: QUANDO QUE VAI RODA NO MOTO G7 PLAY...
  • Maria: Incrível! Esses dias estou passando por um ...
  • Jailson: Oi amigo vc pode me ensina ou ajuda mesmo p...
  • Fabiano Junio: Boa noite, gostaria de montar seu projeto, ...
  • Sorriso :D: Como a própria publicação fala, para tornar...

Galeria de Imagens

Ver mais imagens